Remédios para dormir: veja os melhores e alternativas naturais Aprenda dicas de como ter uma noite de sono saudável

Remédios para dormir: veja os melhores e alternativas naturais Aprenda dicas de como ter uma noite de sono saudável

A insônia atinge cerca de 40% das pessoas em todo o Brasil. Algumas optam por medicamentos com efeitos colaterais que induzem o sono, dando uma sensação de sedação, mas não são remédios específicos para dormir, como os antialérgicos e remédios para enjoo.

No entanto, existem medicamentos próprios para quem tem problemas de sono. Veja as principais classes medicamentosas a seguir:

Benzodiazepínicos: esse grupo de medicamentos psicotrópicos tem como função a diminuição da ansiedade e indução do sono. De acordo com psiquiatra, Mario Louzã, membro filiado da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, quando a ansiedade é diminuída a pessoa naturalmente tende a relaxar melhor e acaba dormindo.

Segundo o especialista, vale lembrar que os benzodiazepínicos hipnóticos e os não hipnóticos induzem o sono, mas só são utilizadas em circunstâncias específicas e por um tempo curto.

Melatonina: este é um hormônio presente no nosso organismo, que começa a ser produzido com a diminuição da iluminação, principalmente, a solar. “Antigamente quando não havia luz elétrica ou formas de iluminar os lugares à noite, ao escurecer aumentava a produção de melatonina no organismo levando a pessoa ao estado de sono. Atualmente como temos luzes artificiais a pessoa acaba não tendo essa indução da melatonina ou ela só é induzida na hora que você vai pro quarto e apaga as luzes”, explica o psiquiatra.

Embora seja produzida naturalmente, existem melatoninas manipuladas que são vendidas em farmácias de manipulação. “É importante lembrar que a melhora do sono não ocorre em todas as pessoas, sendo que algumas não sentem nenhum benefício no sono com a melatonina”, afirma a pneumologista, Luciana Palombini, da Associação Brasileira do Sono (ABS). Ela ainda alerta que alguns indivíduos também podem apresentar efeitos colaterais tais como: cefaléia e sonolência excessiva. “A melatonina porém pode ser bastante benéfica para indivíduos vespertinos que querem regular o sono e acordar mais cedo”, explica a especialista.

Cuidado com remédio para insônia
Algumas pessoas usam medicamentos específicos com o intuito de dormir melhor, como Rivotril, Dramin e Valium, muitas vezes, são utilizados de forma inadequada. “Quando usados por um tempo prolongado, o organismo se adapta às substâncias e acaba sendo necessário aumentar a dose do medicamento. É bom evitar, a não ser em situações muito específicas e num curto prazo, não mais que 1 ou 2 meses”, afirma Louzã.

A pneumologista, Luciana Palombini esclareceu algumas dúvidas sobre os remédios Dramin, Rivotril e Valium, usados para instigar o sono.

Dramin: É um medicamento anti-histamínico que geralmente é utilizado para melhora da vertigem e de vômitos. Os efeitos colaterais desses medicamentos incluem sonolência. “Esse efeito ocorre devido ao fato que esses medicamentos agem através de mecanismos cerebrais também envolvidos no sono”, esclarece a Luciana. De acordo com a especialista, o Dramin, por exemplo, não foi aprovado para o tratamento da insônia. Com isso, não existem estudos que demonstrem segurança para essa indicação.

Rivotril: É um medicamento hipnótico, que leva a indução do sono através do aumento de uma substância cerebral que leva a sonolência, mas por ser bastante forte, só pode ser indicado por um médico especialista em sono.

Valium: O remédio pertence à mesma família de medicamentos que o Rivotril, os benzodiazepínicos, que induzem o sono. Porém, são medicamentos de alta potência que não devem ser usados de forma contínua e por muito tempo, pois podem levar a dependência. “A queixa da dificuldade de dormir deve sempre ser manejada com mudança de hábitos que estão mantendo a queixa de sono, e nunca ser tratada apenas com uso de medicações”, indica Luciana Palombini.

Se uma pessoa tem dificuldade para dormir, é necessário ser feito um diagnóstico para saber quais os motivos que a fazem perder o sono, antes de entrar com a intervenção de algum medicamento.

Remédios naturais para dormir
Existem alguns alimentos que servem como sedativos naturais e podem auxiliar quem tem dificuldade de pegar no sono. Conheça alguns exemplos sugeridos pelas nutricionistas Clarissa Fujiwara, mestre em ciência pela Universidade de São Paulo (USP), e Natália Soares, especialista da clínica Dermais.

Chá de camomila: A camomila é usada na medicina popular desde os tempos do antigo Egito, Grécia e Roma. “É considerada como um chá que exerce efeito ansiolítico leve, que apresenta apigenina, podendo auxiliar na indução do sono”, explica a nutricionista Clarissa Fujiwara.

Chá de capim-limão: O consumo do chá de capim-limão também é uma ótima sugestão, pois seus efeitos ajudam na redução da ansiedade, consequentemente, melhorando na indução do sono.

Suco ou chá de maracujá: ambos agem como sedativos naturais para auxiliar na melhora do sono, recomenda a nutricionista Natália Soares. “O maracujá, em particular, se destaca por seus benefícios para a saúde com tais usos potenciais no sono como no efeito para a redução da ansiedade”, complementa Clarissa.

Leite morno: Embora não haja comprovações científicas da relação direta do leite morno com a indução do sono, ele ajuda a relaxar os músculos e contribui para uma noite de sono melhor. “O consumo de leite na temperatura morna, oferece uma sensação de conforto térmico e auxilia indiretamente na indução do sono”, ressalta Clarissa.

Raiz de valeriana: A nutricionista Clarissa explica que a valeriana age como um sedativo no sistema nervoso central, impactando de forma positiva na qualidade do sono, promovendo melhora em aspecto qualitativo e quantitativo. “Esta raiz também auxilia na melhora da ansiedade, mas a prescrição é exclusiva médica”, indica Natália.

Magnésio: O consumo adequado de magnésio também está associado a uma pressão arterial mais baixa e a um risco reduzido de doença cardíacas. “Para adormecer, o corpo e o cérebro precisam estar o máximo relaxados, neste sentido, o magnésio auxilia nesse processo por meio da regulação de neurotransmissores, ligando-se aos receptores do ácido gama-aminobutírico (GABA) exercendo assim, efeito ansiolítico”, esclarece Clarissa.

Os principais alimentos fonte de magnésio são:

Espinafre
Acelga
Brócolis
Abacate
Banana
Nozes
Amêndoas
Castanhas
Sementes de abóbora, gergelim e linhaça
Feijão
Laticínios.
Higiene do sono para dormir melhor
A higiene do sono consiste em diversas ações para se fazer antes de deitar para dormir. É como um ritual, não basta apenas apagar as luzes e esperar o sono chegar. Quem sofre de insônia sabe que somente isso não é útil.

O psiquiatra Mario Louzã recomenda algumas dicas para ajudar no processo para ter uma boa noite de sono.

Banho quente ajuda a relaxar os músculos
Esteja em um ambiente sossegado, silencioso e com temperatura adequada
Desacelere da rotina, comece a relaxar e pare de pensar nas atividades do dia seguinte
Não utilize celular, computador ou qualquer coisa que te faça ficar de olhos abertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *